quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Isso não é uma carta aberta

Tinha tempo que eu não vinha aqui. Desde a Copa, quando parei um pouquinho pra escrever sobre o 7x1. Antes disso, um tantão mais.

A verdade é que eu não sabia o que me incomodava mais: o desempenho do Fla, o futebol como um todo ou os especialistas, que brotam por aí mais que fungo naquela comida que você esquece na geladeira.

Só sei que faltava tesão pra abrir essa janelinha branca e escrever.

Daí veio Luxemburgo.

Não, eu não apoiei sua contratação. E, desculpa, ninguém pode me julgar.

Que atire a primeira pedra quem achou, de cara, que isso ia dar certo.

Mas deu.

Ele chegou no Fla com um discurso de sair da confusão e conseguiu, mais que unir o grupo, entender o que cada jogador do elenco tinha de melhor e fazer com que um time até então visto como uma bela porcaria, individual e coletivamente, mostrar serviço em campo.

Muito serviço.

Depois de se livrar de Elano, André Santos e Felipe, o Flamengo ganhou outra cara.

E eu nem estou falando só de resultado e desempenho, mas de carisma mesmo.

Dia desses eu comentei que eu gosto desse grupo. Gosto de verdade. Cheguei naquele ponto em que eu me imagino sentada com eles numa mesa de bar, tomando uma cerveja e jogando conversa fora.

É diferente torcer por um time que você gosta.

Porque o clube você ama, não importa quem o represente naquele momento, esse amor não passa.

Eu poderia voltar aqui hoje pra dizer que a arbitragem ontem foi mais patética do que qualquer "bandeirinha gostosa" pode ter sido na vida.

Não porque prejudicou o resultado de um jogo, mas porque conseguiu deixar um rastro que vai afetar o próximo jogo também, ao garantir que Alecsandro e Cáceres não possam estar na partida contra o Bahia.

Também não vou comentar sobre os dois pênaltis marcados a favor do São Paulo, isso deve ser assunto de 15 em cada 7 programas esportivos até a próxima rodada.

Realmente, tudo que eu queria dizer aqui era que eu estava com saudade de gostar de vocês jogadores (sim, Everton, eu estou incluindo você. você não, Arthur. nem você, Luiz Antônio.).

Bora marcas um bar dia desses.

E vamo, Flamengo. Até morrer.

<3 p="">

4 comentários:

  1. Muito bom, Nanda. Concordo com tudo, até com os dois que você não gosta...rs. Belo texto.
    "Tio Maraca"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre bom receber sua visita, Tio Maraca! =D

      Excluir
  2. diz o daniel que gosta do flamengo quando o time é ruim!
    ps: vc inclui o joão paulo entre os jogadores que vc gosta?? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou vivendo uma fase de muito amor por João Paulo, de verdade. =~

      Excluir