terça-feira, 19 de março de 2013

O Papa é "cuervo"

Todo mundo escutou muito neste último mês a referencia "O Papa é pop". É, mas no final das contas, o Papa é cuervo, ou melhor, ele é San Lorenzo. Primeiro Papa latino-americano, tantas críticas de um lado, tanta festa do outro. Mas uma coisa é certa: Francisco, como ele mesmo escolheu, é um Papa futeboleiro. Pra quem diz que futebol, religião e política não se discutem, parece que ele veio para mudar esta lógica. 


Foi uma das primeiras coisas que os argentinos gritaram: "nosso Papa tem time!". Um fanático do San Lorenzo de Almagro, clube da capital Buenos Aires, do bairro de Boedo. A história do clube já começa na Igreja: foi fundado pelo padre Lorenzo Massa, em 1908. Antes da escolha do novo Papa, o mais famoso torcedor do clube era o apresentador e atual vice presidente Marcelo Tinelli, que apresenta a versão argentina do "Dança dos Famosos" (com um bom acréscimo de erotismo), o programa mais assistido do país. Agora, a nova estrela é o líder máximo católico.

O Papa Francisco é um torcedor atuante: reza missas na sede nos aniversários do clube, tem camisa, bandeira, e mostra ao mundo seu coração vermelho e azul. Se os torcedores do ciclón, como o clube é chamado, estão em festa, imaginem só a diretoria: ter o escudo no Vaticano vai trazer benefícios incalculáveis para os caixa do clube. 

E, como não podia ser diferente, os rivais não perderam a oportunidade: andam dizendo por aí que só assim, só com a ajuda divina para o San Lorenzo conquistar um título internacional de peso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário