terça-feira, 15 de maio de 2012

Mudanças?

O presidente demonstrou sua insatisfação com o time e o departamento de futebol depois das últimas derrotas. Mas, para quem esperava alguma mudança contundente... ainda não foi dessa vez.

As notícias ainda são um tanto confusas. Segundo O Globo, os gordinhos permanecem em seus cargos, e terão mais um supervisor, que cuidará do relacionamento com os jogadores, desafogando o gerente da função que pior desempenha. Já no GE.com, nada se comentou do assunto, citando a possível exclusão de membros do conselho (os da oposição).

No Lancenet, indícios de que a vinda de Seedorf não é mera especulação e que, embora não dependa de acertos financeiros, está atrelada ao que o posicionamento do Milan. Este é talvez o assunto com mais "notícias" contraditórias, com o assunto sendo tratado de fantasia à certeza. Pois é, não se pode aceitar o que lemos na tal da "mídia especializada".

Sobre o caso Jobson e suas repetidas indisciplinas, alguns dão sua saída como certa, outros não. Como ele tem contrato, a saída seria emprestar o jogador. Parece que MA vai receber a mãe do jogador, essa sim uma notícia bem curiosa. Uma mãe quer o melhor para o filho, mas é caricato ela cobrar do presidente do clube sobre os descontos no salário do jogador. Imagine que sua mãe vá reclamar com o seu chefe sobre uma represália em virtude de um erro seu?!

Felipe Menezes não deve renovar, e para mim não fará falta, dado que ele só aparece em cerca de 10% das vezes que joga. Diz-se também que Caio e William devem ser emprestados, o que me parece acertado, pois eles precisam estar em clubes onde possam jogar com mais regularidade e assim tentarem deslanchar.

Nada li sobre o Elkeson "eu sou foda", aquele que iniciou com o mais promissor e acabou frustrando todas as expectativas. Sobre nossa dupla hermana, nada também. Apesar de concordar com nosso ídolo Loco, que "é só futebol, ninguém morreu", essa frase deveria ser dita pelos torcedores. Para ele não é "só" futebol. Futebol é seu trabalho, sua vida. Talvez a declaração indique que o futebol não é mais prioridade para ele. Tempo de renovar na frente também, me parece.

Tempo de renovação total.


Nenhum comentário:

Postar um comentário