quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Love is all we need?

Sabe aquela dica que todo mundo te dá quando você está querendo emagrecer e se entope de porcaria? Não vá fazer compras com fome, ou você estocará as porcarias desnecessárias em casa.

Deveria valer para o futebol também. Mas, nesse caso, é bom evitar negociar jogadores em meio a crises ou desespero por atender a ansiedade ou impaciência da torcida.

Sim, estou falando de Love, mas não o estou chamando de porcaria. Que isso fique bem claro. Só estou levantando o questionamento do valor que o atleta custou aos cofres do Fla. Ele é flamenguista declarado, foi bem quando defendeu a camisa do clube (mesmo errando pra cacete e funcionando melhor sem Adriano, ele fazia gol suficiente pra ser artilheiro), mas 22 milhões é dinheiro, viu?

E é óbvio que a balança pesou pro nosso lado porque trazer de volta o artilheiro do amor virou questão de honra depois que perdemos Thiago Neves, que preferiu voltar pra casa do que ficar na Gávea. Taí outro que não vale essa grana.

É como quando Ronaldinho chegou, toda aquela novela envolvendo o Grêmio. Entregamos até as calças e até hoje não sei bem se valeu a pena, analisando em retrospectiva. Até pra conseguir patrocínio é um parto.

Enquanto o dinheiro vai embora pra trazer atletas milionários, deixamos meio de lado a molecada que se destaca na base e ficamos nesse climinha cretino de guerra interna. Honestamente, não lembro de um período em que não se comentasse sobre a tal ~crise~ instaurada no Flamengo.

A birra maior parece continuar por conta do ex-técnico em atividade Luxemburgo. O queridão insiste que dali não sai, dali ninguém o tira. E a multa recisória impede que o Fla corte-lhe a cabeça sumariamente. Quer dizer... Dizem por aí que foi prometido ao R10 que ele cairia logo depois do vexame que demos contra o Potosi. E aí?

Na boa, eu queria que as coisas fossem mais simples e bonitas quanto o Adryan chorando porque fez o primeiro gol como profissional...


2 comentários:

  1. O problema é que nós torcedores, podemos fazer besteiras, podemos devanear, mas a diretoria não...

    Nós torcedores somos aqueles que ficamos 85 minutos falando que um jogador é horrível e no final do jogo ele faz um gol e vira ídolo...

    Isso é papel da torcida...

    O problema é quando a diretoria resolver fazer a mesma coisa, agir por impulso, esquecer planejamento ...

    E o caso Alex Silva e Thiago Neves é um exemplo... Dois bons jogadores mas que por interesses que só cabem a eles mesmo, preferem não jogar no Flamengo...

    Então que fiquem quem realmente quer ficar, e deixe jogar quem realmente quer...

    Afinal, "prefiro um burro esforçado do que um inteligente acomodado"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo, vou te dizer que Pirulito pra mim não tá sendo um bom jogador. Não no Fla. Então... Se for por falta de adeus, eu embrulho até pra presente e mando entregar na Vila Belmiro...

      Excluir