quinta-feira, 2 de junho de 2011

Quase lá

O Caldeirão é um lugar de festa. E se vestiu à caráter ontem para os primeiras 90 minutos de um momento histórico para nós. Como não podia deixar de ser, a imensa torcida bem feliz cumpriu seu papel. Infelizmente eu não tava lá, mas vi com os olhos cheios de lágrimas, e gritei junto, cantei. Fiz da minha casa o estádio, e me senti mais uma empurrando o time.

Claro que o time não jogou tudo que queríamos nem tudo que pode. Meu povo, é final! Os nervos estão controlando, e não podemos esquecer que esse conjunto sofreu muito no início da temporada. E que agora tem a chance da vida deles de responder à todos como fazem os melhores desse esporte: em campo, com a taça nas mãos. Como não deixar os nervosismo interferir?

Meu querido Eder Luis mostrou que faz muita, muita falta. Bernardo ainda não me convence, muito moleque pra ser tão fominha. Felipe define a partida, manda no jogo. Diego Souza também resolveu mostrar que foi uma boa escolha. E o Alcsandro, que eu tava resmungando durante o jogo, fez a alegria de calar a boca (inclusive a minha), com o gol da vitória. 1X0 é pouco? Eu acho ótimo, considerando que nesse campeonato não jogamos bem no nosso estádio e que é uma FINAL. Uma vantagem muito importante, e agora é segurar a pressão lá na casa deles.

Mas o Vasco é mais time que o Coritiba, isso pra mim tá claro. E respeito muito o Coxa, viu? Não existe isso de que time chegou na final por sorte. Chegou porque mereceu, porque ganhou dos outros, foi melhor em campo. Vamos deixar a dor-de-cotovelo de lado e reconhecer.

E claro que quero minha taça. Claro que quero desentalar esse grito que há 8 anos está engasgado. Claro que quero Libertadores 2012. Eu quero tudo isso. Mas sabe o que eu mais quero? Lembrar que, ganhando ou não, NÓS CHEGAMOS NA FINAL. Pois é, o time que foi zoado, que foi tão desacreditado. E se perder vai me chamar de vice? Tô nem aí. Só é vice quem chega na final...

E como uma imagem pode valer mais que mil palavras, Alecsandro (que resolveu justificar se contrato) manda o recado dos vascáinos pro mundo:


Um comentário:

  1. FINALMENTE uma voz sã no futebol!!! Bernardo não pode ser titular, e na minha opinião NEM RESERVA! É muito mascarado, não tem NENHUMA obediência tática... Ele de titular ACABA com o ataque vascaíno, tira o Diego Souza de posição e não contriubui em NADA. É peladeiro, não é jogador profissional.

    ResponderExcluir