terça-feira, 3 de maio de 2011

Futebol e Gestão 3

Enquanto lamentamos a ausência de Herrera e Loco nas primeiras rodadas do brasileirão por conta da confusão após jogo contra o Avaí (motivada TAMBÉM pelas lambanças do juiz que, claro, foi absolvido, afinal, eles podem tudo), vou voltar pra questão da administração dos clubes.

Imaginem que um ex-piloto de fórmula 1 bata na porta da Fiat dizendo que ama carros, ama a marca e quer muito ver a empresa no topo do mercado. Muito obrigada, diriam os acionistas, mas preferimos alguém com experiência profissional em gestão do que um apaixonado pela marca (por mais que a paixão seja, sim, importante nos negócios).

No futebol essa máxima não vale. É dentista, ex-atleta... Eu não sei se os presidentes chegam a fazer algum curso antes de assumir, mas acredito que não. Por mais que nas vice-presidências tenhamos especialistas, o "chefe" deles normalmente não é. No Botafogo, por exemplo, o VP jurídico é um advogado, o financeiro, um economista... e o futebol, como sabemos é comandado por... bolas! Nada mais adequado, né?

Enfim, não quero dizer que uma pessoa sem especialização em administração não pode ser um bom presidente de clube. Não mesmo. Mas vejo claramente que boas intenções sozinhas não produzem resultado.

Essa também não é uma defesa da transformação dos clubes em empresa. Não que seja má idéia, só não é o assunto aqui. Minha questão é: quem se propõe o desafio de gerir um clube deveria se preparar para isso.

Pensando nessa questão enviei um email à ouvidoria do BFR perguntando como posso fazer para entregar um livro para o presidente. Até o momento não tive resposta.

Um comentário:

  1. Podemos traçar um paralelo com os cargos de chefia indicados pelo governo, em que técnicos são preteridos por "apadrinhados". A questão ali não é fazer bem o trabalho, é garantir o poder e o controle (e as verbas).

    Embora nos clubes a forma de escolha e outros aspectos sejas diferentes, o resultado é o mesmo: trabalho aquém do possível. Perda para o contribuinte de um lado e para o torcedor do outro...

    ResponderExcluir