domingo, 10 de abril de 2011

A silenciosa homenagem

Os últimos jogos foram de vitória, mas com um sabor estranho. A virada na Copa do Brasil foi bonita, típica do "time da virada". E o pênalti que foi marcado ficou como "uma daquelas coisas que acontecem" no futebol. Afinal, todo torcedor, de qualquer time, já comemorou um gol irregular e agradeceu, certo?

Mas aí ontem no jogo contra o Cabofriense a coisa ficou estranha de novo. Tá, o Vasco conquista as vitórias, mas me pergunto: conseguiremos o resultado positivo jogando com o adversário completo e sem penalidades máximas duvidosas? Acho que a coisa continua complicada quando a vitória só existe nessas situações adversas.

Hoje eu prefiro ficar com a bela homenagem às vítimas de Realengo. Não quero fazer demagogia nesse espaço. O que aconteceu ainda impressiona e nos deixa imóveis frente a algo assim. Mas achei bonito o minuto de silêncio, os dois times juntos no meio do campo, e a imensa torcida bem feliz participando. E queria dividir isso com vocês:


2 comentários:

  1. Me arrepiei quando vi esse gesto ontem das equipes. Provavelmente em todas as partidas deve haver um minuto de silêncio.

    ResponderExcluir
  2. Bonito mesmo, Li. Qdo David me mostrou a Patricia levando a camisa pro menino que chamou ajuda, e ele pedindo pra entrar em campo com o time... Juro que chorei aqui.

    Crianças não deveriam passar por isso.

    ResponderExcluir