quinta-feira, 28 de abril de 2011

O eterno encanto do futebol

O Flamengo entrou em campo hoje em "desvantagem". Assim mesmo, entre aspas. Aspas que abrigavam a possibilidade de um time menor querer demais (e mais, quem nunca passou por isso?), uma final pra disputar no domingo, o resultado do jogo de ida, a ausência de Ronaldinho, de Leo Moura, de Maldonado, o peso da inconsistência.

Aí o Flamengo jogou bem. Olha que coisa. Ao contrário do que comentou PVC ainda essa semana, o time que estava tropeçando diante de adversários que deveriam ser fáceis jogou bem. E fez três gols.

Galhardo abriu o placar, Deivid deixou sua marca e Willians chocou a todos com a jogada impossível que culminou no segundo gol incrível do dia.

Hoje mais cedo teve o jogo de ida da semifinal da Champions, mais um Real e Barça. E Messi fez 2 gols. Um belo gol e um golaço.

Quando as pessoas me olham confusas quanto ao meu amor por futebol, quando me perguntam (FOFAS!) se eu tenho certeza que sou menina, são momentos como esse que explicam tudo. Sabe aquelas pessoas que desenham pra você entender o que elas queriam dizer? É isso. Momentos de brilhantismo com a bola nos pés são os meus desenhos, eles vêm com legenda e perguntam "como você pode não gostar disso, não achar isso lindo?".

Eu gosto do Willians. Gosto demais até. Xingo bastante quando ele rouba a bola e depois erra passe. Porque já o vi sendo brilhante antes. Eu sei do que ele é capaz.

Aí ele fez o que fez e mostrou que pode ser mais. Meu camisa 8 me deixou aqui sem palavras, boquiaberta, feliz.

E eu que não achava que alguma coisa seria capaz de me impressionar, de me emocionar como o tal gol perfeito do Messi.

Que bom que eu estava errada.

=)

Nenhum comentário:

Postar um comentário