sexta-feira, 8 de abril de 2011

Mudando de assunto...

Sinceramente, essa derrota para o Nacional do Uruguai me deixou tão abatida em relação ao meu clube (sim, clube, não time) que a vontade de comentar o jogo é menor do que zero. O pior é ressucitar tudo que é fantasma de crise, com patrocinador, com a vinda do Abel, com o futuro dos jogadores no clube. Ai, sinceramente, se o quadro que estão pintando para os próximos meses e anos do meu time se concretizar, eu acho que vocês não me verão mais por aqui...

Por isso que o post de hoje vai ser sobre a declaração que o tricolor João Havelange fez, onde pede que o Governo Federal perdoe as dívidas e não cobre mais impostos dos clubes.

Ele argumenta que "o esporte tranquiliza e é importante na educação das gerações". Ora, é muito ingênuo da parte dele achar que o esporte, em especial o futebol, se resuma somente a um tranquilizante. Infelizmente, o futebol é um negócio, e dos bem lucrativos.

Adivinha quem tá lá no topo das dívidas? O Fluminense, é claro! Seguido de quem? Dos três cariocas (Vasco, Botafogo e Flamengo). Os dados são referentes à 2009. De lá pra cá, a situação do Flu só piorou e a dívida aumentou um bocado.

Ele aponta os responsáveis por tamanha dívida do clube do coração: a má administração! Ah, que novidade...

Ele cita duas evidências de que a má administração interferiu na falta de receitas para o clube: a) quando foi oferecido ao clube um estádio NA FAIXA, mas a administração recusou; b) a falta de mais de um patrocinador.

Outro assunto que incomoda profundamente é a forma como a venda dos jogadores de Xerém é negociada.

Ele se refere à dívida do clube como "um oceano para o clube, mas uma gota d'água para a nação".

Faça-me o favor, né? Uma gota para a nação? Junta essa penca de dívida de todo os clubes pra ver se não forma um tsunami!

Quem quiser ler a notícia na íntegra, (não sei por quanto tempo estará disponível) clica aqui.

5 comentários:

  1. Tremenda bola fora de Havelange!

    Engagazou, o coroa?

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que repercutiu bem pouco (pelo menos até onde eu sei).

    A tragédia de ontem deve ter ofuscado essa notícia...

    ResponderExcluir
  3. Havelange é tudo menos gagá... ele está, sim, querendo competir com o Edir Macedo, ou seja, ganhar muito $$ e não pagar impostos. Os clubes negociam contratos publicitários, jogadores, direitos de TV de milhões de dólares e querem pleitear isenção fiscal???? AH, dá isenção pra mim, que não sou rica nem nada! Pra todo mundo que se vira no final do mês vivendo nesse país com carga tributária entre as mais altas do mundo...


    Agora, sobre a dívida atual, de fato não vejo como o governo escapar do calote... alguém deveria se preocupar para que ela não continue aumentando...

    ResponderExcluir
  4. Acho que tinham q dar um tranquilizante é pro Havelange, pq o velhinho já foi dessa pra uma bem melhor, né? Tá viajandão. E é ÓBVIO q ele ia tentar dar uma de fofo pra ajudar o Flu, néam? Que babaquice.

    ResponderExcluir
  5. Vc notou que na notícia ele ainda diz: "no dia em que o governo quiser acabar (com os clubes), é só cobrar"

    Será que algum dia alguém vai cobrar? Ou essa dívida vai servir só pra fazer estatística?

    ResponderExcluir