domingo, 17 de abril de 2011

Fla na semifinal

Honestamente, vim aqui só pra constar. Quem me acompanhou pelo Twitter já sabe o quanto eu odiei esse jogo.

Sempre me impressiono com o tanto que o Fla vem sofrendo pra ganhar de times sem grande expressão. Pior é aturar Luxemburgo depois respondendo o que ele quer (e nunca as perguntas feitas) nas coletivas de imprensa, catando provas de que o time jogou bem e está evoluindo como conjunto.

O que fazer com Deivid, Jean, Rodrigo Alvim? Alguém me fala? Pode botar num saco e jogar fora?

Ronaldinho Gaúcho coroou um jogo cheio de erros com um pênalti perdido. Não entendo como um jogador do seu porte passa tanto perrengue contra times que não são nem medianos. Juro que me escapa.

Thiago Neves jogou bem. Talvez se tivesse tido mais tempo, poderia ter feito mais.

Diego Mauricio parecia estar com medo de chutar pro gol. Toda vez tentava fazer uma graça e perdia o tempo da bola. Parabéns, viu?

Provavelmente, poderia ficar criticando todo mundo aqui, porque jogar desse jeito contra o Macaé é muita tosqueira, mas prefiro não fazer isso de cabeça quente.

Só pra terminar, fica a reclamação pelo juiz, que foi péssimo. Parece ter uns 12 anos de idade e foi tremendamente arregão. Apitou bem mais contra o Flamengo do que contra o Macaé. Destaque para o cartão que deu ao Felipe pela reclamação. O jogador do Macaé tentou cavar uma falta, ficou jogado no chão, o Flamengo levou a vantagem, depois deu contra-ataque para o Macaé e, quando a bola voltou pro Flamengo o juiz (estúpido), decidiu apitar o corpo jogado no chão.

AH, TÁ! Felipe reclamou com razão e tomou cartão. Juiz bosta dá nisso.

Deixou de apitar um pênalti que de fato aconteceu (mão na bola), no primeiro tempo, daí apitou outro que provavelmente nem foi pênalti. Ronaldinho não fez. PÉSSIMO.

E, com seu jogo ruim, o Fla deu espaço pra Hyantony brilhar. HYANTONY.

Falo mais nada.

EXTRA: Luiz Carlos Jr. todo pimpão falando que Galhardo tinha conquistado a torcida na Copinha. O cara narra jogo do Flamengo desde sempre e não sabe quem é o Galhardo. Não que eu achasse que ele prestava atenção no que fazia, mas... Né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário