segunda-feira, 21 de março de 2011

Yes we can!

Que Obama que nada: quem brilhou no início da noite desse domingo foi o Vasco! Mais uma vez, não sentimos a menor pressão de jogar no Engenhão (e logo contra seu dono), e levamos o clássico.

A vitória era importantíssima. Mas como se deu foi especial. O menino começou bem, mostrando que vestiu a camisa do clube. Mesmo fora de forma -ficou óbvio em campo- Diego Souza mostrou que veio disposto a brilhar e honrar o Gigante. Desde o começo queria jogo, buscou a torcida, deu mais do que podia. E, merecidamente, tanto esforço resultou em gol. E que belo gol. Aliás, que beloS golS! Éder Luís já tem um lugar no meu coração, e ontem mostrou que faz por merecer. Porque se ganhar é bom, ganhar jogando bonito é bom demais! Por isso vale a pena ver de novo, em clima de trem bala:



(E essa moda de trem bala, bonde sem freio...?)

Felipe também jogou bem, com belas jogadas, ajudando o time a se organizar. O jogo parecia equilibrado até o primeiro gol vascaíno. Confirmei o que eu temia, que Louco Abreu é um chato quando joga contra o nosso time, e acho que o Botafogo se perdeu em campo, logo quando o Vasco dava tudo de si para encontrar seu caminho. O resultado foi justo, não há o que criticar. A noite ontem era nossa.

Depois do jogo escutei no Sportv que esse é o melhor elenco do Vasco em 5 anos. Que finalmente parece que o Gigante está se reestruturando, que é uma grande oportunidade de deixar pra trás a década perdida. Convenhamos que melhor do que os outros times do Vasco nos últimos 10 anos não é muito difícil, mas o que eu mais gostei desse novo grupo é o amor pela camisa. E se Diego Souza estreou assim é porque foi recebido nesse clima. Impossível acreditar que estamos diante do mesmo Vasco do início da temporada. Quer dizer, não estamos.

E domingo que vem outro clássico, outro rival afundando numa crise. E provavelmente a estréia do Alecsandro com a camisa vascaína. Se ele tiver o mesmo espírito de Diego Souza, tô com pena do Flu...

Boa semana para toda a imensa torcida bem feliz, que calou a boca dos farofeiros e dormiu tão confortável na liderança!

PS: E que bom que nos dedicamos mais ao campo que em entregar a camisa ao Obama. Já escutei por aí que ele é como o Mick Jagger. Favor manter-se longe da Colina!

Um comentário:

  1. Hahahaha, Li! Dois golaços, parabéns. Curti as dancinhas também.

    ResponderExcluir