terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Meu "causo" de Maraca - por Marcos André

a vez do Marcos André contar uma das suas experiências inesquecíveis no templo do futebol. Marcos é radialista e faz parte do grupo que apresenta o Belê Belê (Todas as Sextas, a partir das 22h aqui).

Dessa vez acompanha o texto um presente do nosso tio Maraca: uma das pedras originais do nosso querido estádio. Uma relíquia que guardaremos com muito carinho, na expectativa pra voltar ao nosso lugar!

Tenho 27 anos, sou casado e tenho o filho mais lindo e "responsa" desse mundo! O Miguel, de 4 anos e também, não popularmente, conhecido como Volpininho do Rock Bola. Sou nascido, criado e moro na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, mas calma! A Penha é muito grande e onde moro não é nem perto dos confrontos ocorridos nos últimos dias [o texto foi escrito no final de novembro de 2010]. Seguinte, na minha adolescência, fui inúmeras vezes ao Maraca, muitas, mas muitas mesmo! Eu fui um jovem meio babaca em determinadas coisas, como por exemplo, no fato de me envolver e até, muitas e muitas vezes, brigar em meio às torcidas organizadas... Sempre andava sozinho e até meus 20 anos, mais ou menos, fui em quase todos os jogos do Flamengo que pude... Mas vou contar aqui pra vocês, umas das melhores experiências que tive lá, ainda quando criança...

From O Maraca é nosso


Tudo começou num domingo, 12 de julho de 1992, quando meu falecido pai virou-se para mim, um menino de 9 anos de idade e disse: "André, hoje vamos ao Maracanã, hoje você vai entender o que é ser Flamengo, o que é amar futebol, mas acima de tudo, o que é estar nesse estádio e amar esse clube! Hoje você vai conhecer e saber o que é o Maracanã!" Deus! Aquelas palavras nunca mais saíram da minha mente e eu me arrepio até hoje quando me lembro dele dizendo aquilo olhando nos meus olhos e eu realmente entendi, naquele dia, o que significava ser flamengo, mas acima de tudo, o que significava estar ali, no Maracanã! Foi o 1º jogo da final do Brasileiro daquele ano, éramos 102.547 pessoas no estádio e assistimos um 3 x 0 Flamengo tão inesquecível, que habita em meus pensamentos até hoje! No domingo seguinte, fomos em maior número ainda e éramos então 122.001 pessoas no estádio! A unica lembrança triste que tenho daquele dia, foram as pessoas caindo da arquibancada quase que em cima de nós, que assistíamos ao jogo da "geral" e só! Ah, e por falar em "geral", GRAÇAS A DEUS! GRAÇAS A DEUS eu assisti a muitos jogos dali, era meu lugar proferido! Era muito bom estar ali pertinho do campo! Mais tarde, e só mais tarde que fui me apaixonar pelas arquibancadas... Desde então, passei a ir muitas vezes ao Maraca, principalmente, alguns anos mais tarde, quando então aprendi a ir sozinho e até comecei a fazer algumas das bobagens que mencionei acima...


Lá quando eu tinha uns 13/14 anos, mais ou menos... Tornei-me então praticamente sócio do lugar e ali assisti a muitas glórias do meu mengão e sempre dei a sorte de não assistir a nenhuma vergonha! Nunca fui ao Maracanã pra ver o Flamengo ser vice! Também por um pouco de sorte né, pois em 2003 pro Cruzeiro e 2004 pro Santo André, ambos os anos, finais de Copa do Brasil, eu não consegui ir por não conseguir ingressos... Graças até a essas ocasiões que eu aprendi a comprar no 1º dia de vendas, sempre que quiser ver o Mengão numa final no Maraca! De todas as glórias que, GRAÇAS A DEUS eu vi lá, entre os 2 "Tri-Campeonatos" Carioca, o Brasileiro de 92 e a Copa do Brasil em 2006 (Ufa! haja títulos hein??), os 2 momentos que mais me marcaram foram sem dúvida esse que contei aí, por ser a 1ª vez que fui e assisti um título desse tamanho e mais recentemente, aliás, nem tão recente assim, aquele gol do Pet aos 43 do 2º tempo, em que eu estava nas cadeiras e a bola veio bem na minha direção... Mas esse já é outro "causo" que eu conto em outra oportunidade! Espero que o Miguel tenha a paixão que eu tenho pelo Flamengo e também o respeito e a admiração que tenho pelo Maracanã! Uma pena eu não ter fotos de todas as vezes em que eu fui lá, pois, principalmente na minha adolescência, fase em que mais fui, sempre que ia lá, levava apenas o ingresso e uma cópia do RG no bolso, até mesmo por medo da violência das torcidas ou por conta de estar entre elas! Eu até tinha os ingressos da maioria dos jogos em que fui, mas minha mãe, na época que eu ainda morava com ela, fez o favor de jogar fora achando que era lixo! Um dos dias mais tristes da minha vida... Mas guardo até hoje com muito cuidado e carinho os ingressos da 1ª vez em que o Miguel foi ao Maracanã!

É isso moças! Espero que tenha contribuído de alguma forma!

Abraços,

---------------------------------------------------------------------------------------------------


E aí, curtiu o depoimento do Marcos? Se empolgou também? Então manda o seu "causo" pra gente: futebolsaltoalto ARROBA gmail.com!

3 comentários:

  1. Grande bróder, @omarcosandre! Valeu pelo depoimento, mano! =)

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha valeu mana! Se ñ fosse sua idéia, eu ñ teria tido a oportunidade d dividir aqui as minhas "impressões" de algumas das minhas idas mais importantes ao templo maior do futebol! Obrigado a vcs pela oportunidade e tomara q o blog continue sempre arrebentando!

    Bjo do seu brother, M. A.

    ResponderExcluir
  3. Valeu, Marcos! A sinceridade do seu texto cativou e só melhorou o "causo".

    Ah, e obrigada pelo "arrebentando" também! :)

    ResponderExcluir