quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Só falta um

Faltando apenas um jogo para fecharmos o ano, chega a hora de planejar a próxima temporada. Este assunto já foi "falado" aqui pela interina, então seguem alguns aspectos que na ocasião não foram destacados.

São dois assuntos recentes. Um foi o desempenho de nooses jogadores da base no jogo contra o Prudente. Se já defendemos a permanência de Caio no time, as apresentações de Lucas Zen e Alexssandro são motivo de alegria para nossa torcida. Nenhuma dos dois chegou a brilhar, mas ambos se apresentaram com vontade, personalidade e qualidade (nesse quesito, Zen se destacou mais, pra mim). O motivo de alegria é pelo Botafogo estar reaparecendo como um revelador de talentos, um desenvolvedor e amadurecedor dos "meninos". Além desses dois, nosso golero Milton Raphael foi recém convocado para a seleção sub-20.

Se é muito bom ver a base se fortalecer, por outro lado vemos um verdadeiro bebezão no nosso time principal. Um jogador que tem se atrasado, jogado sem vontade e demonstrando vontade de tomar o caminho da roça. Já falei por aqui que, na minha opinião, a pessoa não tem condições de compreender sua própria situação e, por consequência se mostra incapaz de ter gratidão à noose torcida e diretoria e, mais ainda, de ter uma atitude profissional e madura.

Dizem que o Botafogo pensa em trocá-lo pelo Marcelo Mattos, com o time grego Palatiniakus (algo parecido com isso!!). Outra opção seria ele ir pra outro time, sem abrir mão da multa pela recisão do contrato. Gostaria de saber se a vontade do jogador é sair por conta da marcação cerrada que rola em cima dele. So for o caso, podemos esperar um futuro obscuro para o Jobson e o clube que vier a contratá-lo. Acho que ele joga MUITA bola, mas está sem foco e sem noção. Sou mais nosso volante família, que não se mete em confusão e imprime qualidade ao meio de campo. Se não fosse pela contusão e apendicite, teria tido um destaque ainda maior no campeonato.

Sobre o próximo jogo, fazem mistério se Jobson vai ou não. Por mim, se for, que faça um golaço!! Sou contra dar folga e recompensar atitudes infantis, nem que seja pra ficar no banco, acho que deve viajar. Herrera e Somália também são dúvida.

Por mim, podem botar até o massagista em campo, desde que entrem com um único objetivo: a vitória. E o entendimento de que qualquer outro resultado significará o fracasso desse grupo. Viemos bem até aqui, mesmo com muitos contra tempos, falhas, etc mas temos um objetivo a atingir, condições para isso e 90 minutos para resolver.

Ano que vem outra batalha começa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário