sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O criador das multidões

Para quem gosta de futebol (independente do time), é obrigatório assistir ao filme "Mario Filho, o criador das multidões".

Apesar do cronista dar nome ao Maracanã, sua história é pouco conhecida do público hoje em dia. O documentário resgata essa memória com entrevistas, imagens de arquivo e textos. Mais que um documentário, é um filme autoral, pois recria em belas colagens a atemporalidade dos textos de Mario Filho e a platicidade do futebol.

Ao contrário de seu irmão (Nelson Rodrigues), declaradamente tricolar, Mario Filho declarava-se Fla-Flu. Diz Nelson, aliás, que ele é o inventor do Fla-Flu. Você vai se divertir com a discussão ao final do filme sobre qual seria, dentre esses dois, o time do cronista.

Claro que eu, como botafoguense senti falta de mais imagens do Garrincha, mas temos ali poucas e boas, e muitas outras belíssimas imagens antigas que dão um banho na super câmera lenta de hoje. Será que o futebol de antigamente era realmente mais bonito? Ou será que em preto e branco tudo fica mais bonito mesmo... hummm pode ser isso, viu?

De toda forma, você vai sair do cinema entendendo melhor sobre futebol e sobre o Brasil.

Abaixo o diretor, Oscar Maron, e o produtor, Luis Severiano Ribeiro, falam sobre o filme com muito bom humor.


Eu recomendo e agradeço aos dois por resgatarem essa história para aqueles que não a viveram.

2 comentários:

  1. Vai entrar no circuito? Vai sair em DVD? Tem algum jeito de assistir hj em dia?

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. O filme já passou no festival do Rio e vai estrear na rede exibidora Severiano Ribeiro. Não sei te dizer exatamente a data.

    ResponderExcluir