quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Um estádio pra chamar de meu

Com o fechamento do Maracanã, o Flamengo perdeu parte do seu poder ofensivo. Foi como se tivessem aparado as pontas do cabelo de Sansão. Afinal, o Rubro-Negro cresce dentro do gramado do grande Maraca, com sua torcida dominando as arquibancadas.

Obviamente, a busca por um novo estádio onde mandar jogos trouxe a polêmica de que todo grande time deveria ter uma casa própria, pra não ficar precisando alugar, ou pegar emprestada. Aqui mesmo foi dito isso, inclusive foi destilado um veneninho (caham) sugerindo que era bom a mulambada aprender que o Maracanã não era dela.

Sim, por mais que cantemos em uníssono em uma massa vermelha e preta empurrando o time pra frente que "O Maraca é nosso", sabemos que ele não é, de fato, nossa propriedade. Mas pensem cá comigo. E se o Flamengo tivesse o seu Engenhão, seu São Januário? E o Fluiminense também (Laranjeiras não conta!)?

E se todos os principais times cariocas tivessem seu próprio estádio, o que aconteceria com o Maracanã?

Considerem que o futebol hoje em dia é movido a interesses econômicos e me digam quem ia preferir a beleza de um clássico jogado lá a encher a burra de dinheiro ao mandar jogos em seu próprio campo?

Será que é realmente interessante que a mulambada reclame uma Arena da Nação? (Ih, o nome é bom, hein? Talvez Coliseu, quem sabe?)

Esculhambem o quanto quiserem, eu continuo preferindo ser inquilina no Maraca. E que ele seja eternamente nosso enquanto durar cada partida. ;)

6 comentários:

  1. Essa é uma das mágicas do Maraca: todo mundo se sente em casa! Adoro isso! Podem me matar, mas eu acho muito mais emocionante o Maraca lotado de vascaínos que o São Januário.

    ResponderExcluir
  2. Nanda, assino embaixo de td q vc escreveu!
    Além do charme, da magia e da áurea que exerce, nosso querido Maraca é como o quintal de nossas casas: não precisa ser o mais belo, mais perfeito ou mais moderno do mundo, desde que nos acolha sempre de braços abertos.

    Aguardemos, pois, como ficará nossa "área de lazer" após a Copa de 2014.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  3. Mesmo não sendo do Flamengo, "O MARACA É NOSSO" do mesmo jeito, patrimônio rubro-negro!!!!

    ResponderExcluir
  4. o meu sonho é voltar a ver jogos na Gávea, um "mini-estádio" de 20mil lugares que serviria para abrigar jogos de menor importancia... tipo estadual, sulamericana, e as primeiras fases da copa do brasil... na verdade mesmo, eu queria a Gávea do jeito que era... arquibancada tubular... mas infelizmente não pode mais.
    Deixava o Maracanã somente para clássicos e jogos de muito apelo... o Maracanã não merece receber uma rodada dupla de Flamengo x botafogo-pb e fluminense x lagartense...

    ResponderExcluir
  5. Lívia, não vejo mal nenhum em você apreciar o Maracanã. É diferente mesmo, é maior, tem uma história bonita. Mesmo que São Januário tb tenha, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Tem que saber separar. =)

    Luiz, é isso mesmo. É mágico, né?

    Rafael, não dá pra tirar da Nação a vibração da arquibancada quando todo mundo pula junto e canta pelo time. É o 12º jogador, é lindo isso!

    Poxa, Daniel. Minha primeira ida ao Maraca foi numa dessas rodadas duplas, mas era Friburguense, não Botafogo-PB. ;) Mas achei interessante sua colocação. Joguinhos mais modestos poderiam ser disputados na Gávea. O estádio ia parecer lotado, poderíamos operar o efeito Bombonera. =D

    ResponderExcluir
  6. Um estádio é necessário mas antes temos que analisar três pontos:
    - A Torcida do Flamengo só apoia o time quando está ganhando(e jogando bem)
    - Sabemos que há divisões na torcida, e isso se reflete nos cânticos.
    - O Maracanã só intimida os adversários quando LOTADO. O que não ocorre sempre.

    O problema maior de construir um estádio pro Flamengo, pra mim, nem é a obtenção de parcerias e patrocinadores, mas sim a localidade, hoje de cara temos Barra/Recreio e outras areas na Zona Oeste. Mas seria um investimento muito arriscado, principalmente levando-se em consideração o que ocorre com o Engenhão.

    Eu já fui no Castelão, Vila Belmiro, Morumbi, Arena da Baixada, Arena do Jacaré, Mineirão...e posso falar com segurança, nenhum desses estádios chega aos pés do Maracanã. Pode até ser por questão de costume, mas não troco ele por estadio nenhum.

    ResponderExcluir