sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Luto Rubro-Negro

Zico anunciou sua saída do Flamengo no começo da madrugada e a sexta-feira amanheceu esquisita, em um misto de perda, decepção, vergonha, um monte de sentimentos misturados e aquela ponta de esperança de que o Galinho volte atrás e todos os seus opositores desapareçam da face da Terra, ou ao menos do clube.

Ontem falei do eterno camisa 10 como herói, hoje Leonardo Ribeiro tenta taxá-lo como vilão, traidor, aquele que pula do barco e deixa o resto da tripulação na mão.

Não preciso contar aqui a história de Zico, dizer quem ele foi, o que fez, ou argumentar a favor de seu caráter. Os comentários do post anterior mostram que até torcedores de outros clubes são capazes de entender a grandiosidade desse jogador, desse ídolo.

Em oposição a ele, temos Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal. Antes, Ribeiro foi chefe da Jovem, onde era conhecido por Capitão Leo, vice-presidente da FERJ e até candidato à Presidência do Flamengo.

Entre a liderança de organizada e o Conselho Fiscal, está a faculdade de direito. Bateu de frente com Gilmar Rinaldi (qdo era superintendente de futebol do Fla) e com o então presidente Márcio Braga. A última pedra em seu sapato foi Zico. Os efeitos da perseguição você pode acompanhar na Carta Aberta ao Flamengo.

Ao acusar o Galinho, Ribeiro sugere que foi irresponsabilidade do dirigente abandonar o grupo antes de um clássico, afinal, pense no emocional dos jogadores, né? Porque à confusão diária eles já devem ter criado anticorpos, é isso?

Desculpa, mas quem cair nessa historia de Capitão Leo, de que ele é flamenguista de coração, vai assistir jogo na Jovem e que os documentos vão provar que ele é o bonzinho da situação, que queria o bem do Flamengo e tal, deixa só eu dizer só uma coisa: Ele foi um dos principais responsáveis pela aprovação das contas de Edmundo Santos Silva no Conselho Fiscal. 32 dos 146 votos vieram da Jovem. Esse é o cara que está questionando a idoneidade de Zico.

E então ele termina dizendo que os documentos provarão que ele não era o vilão aqui, e que a internet é como o Clarin perseguindo o Homem-Aranha. Não sei se me preocupo mais com documentos que provem que Zico tentou sacanear o Flamengo ou uma história em que Capitão Leo é o herói.

Meu coração segue Negro de luto e Rubro de vergonha. Olha só o que vocês fizeram com o meu Flamengo.

7 comentários:

  1. Isso tá parecendo o mensalão. Gente sem escrúpulos, sem ética e sem cultura se apodera da máquina e ocupa uma instituição, passa por cima de pessoas com uma história, com caráter, como é o caso do Zico (a inveja é um defeito de caráter gravíssimo). A história mostra exemplos, e ainda está acontecendo, inclusive país afora. Lamentável. São pragas que têm de ser exterminadas. Pena que não há Insetisan para elas.

    ResponderExcluir
  2. O problema do Zico sempre foi não ser bom político. Por isso o Rio de Janeiro FC não emplacou há alguns anos. Por isso se deu tão bem no Japão. E por isso foi jantado no Flamengo, por imaginar que tudo que todos querem é que o esporte dê certo. Assim como a era Kleber Leite foi a modernização às avessas, essa era é a do "torcidismo" às avessas.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo artigo, Nanda, elucidadtivo do cipoal de desordens que se tornou o conselho fiscal/ambiente interno na Gávea.
    Talvez tenhamos que passar por muito mais para desvendar o que realmente propiciou equívocos como Edmundos e outras excrecências abissais...
    No Flamengo, tudo acontece numa reação quase que instintivo/primitiva, do tipo arco-reflexo, e o estrago irreversível é a dor imensa no coração da Nação Rubro-Negra.
    Nem Bin Laden seria capaz de causar estrago tão devastador...

    ResponderExcluir
  4. O sonho acabou hoje, quando o céu
    Foi de-manhando, dessolvindo, vindo, vindo
    Dissolvendo a noite na boca do dia

    ResponderExcluir
  5. Vou pegar emprestadas as palavras de outro gênio que defendeu o Manto Sagrado, meu querido Júnior, que disse:

    "Terminou da pior maneira possível a maior oportunidade que o clube teve de sair da situação que se encontra há muitos anos A saída do Zico vai trazer um prejuízo tão grande ao clube que – tenho certeza -as pessoas que minaram o trabalho para que ele tomasse essa decisão só pensaram no que ganharão com o seu afastamento. Não pensaram no Flamengo."

    O clube está à mercê de pessoas que trouxeram outro significado às nossas cores e fizeram tantos Rubro-Negros sentirem uma vergonha doída, talvez pela primeira vez na vida.

    =´(

    ResponderExcluir
  6. É uma vergonha mesmo. Esses caras de TO são bem suspeitos, e quanto passam a se misturar com dirigente, sai de baixo.

    Uma coisa é certa, dias melhores virão! As vezes é preciso ir ao fundo do poço para comecem a tomar atitudes.

    ResponderExcluir