sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Explicação Definitiva?

Gilmar Ferreira publicou em seu blog o que seria o real motivo para Jobson não estar entrando em campo.

Como diria minha avó, o problema dele é o BIRINIGHT. Já vem sento amplamente divulgado que o jogador tem sido visto na noite carioca, não exatamente na aguinha mineral.

Como se sabe, o clube impõe ao jogador uma série de testes para acompanhar sua situação toxicológica. Um dos testes tem apresentado resultados para consumo de álcool não condizentes com a atividade do atleta. Para quem não sabe, o alcoolismo é uma doença que precisa ser combatida. Uma coisa é o cara sair na folga dele e beber para se divertir. Outra coisa é ser dependente da substância e incapaz de controlar sua ingestão. Esse parece ser o caso.

Um dado interessante apontado no post é que aparentemente outros jogadores questionaram o atacante. Acho importante que isso seja feito, como já disse, para o bem dele e do Botafogo.

Concordo com a atitude da diretoria em barrar o Jobson e espero que em vez de fazer biquinho, ele faça o que tem que ser feito para retomar seu lugar no Glorioso.

7 comentários:

  1. Assim como em qualquer tipo de problema, a pessoa que sofre com ele deve primeiro admiti-lo pra depois buscar ajuda adequada. Acho que ele não identifica como problema, deve achar que bebe socialmente, sei lá. O clube está fazendo o que é certo pra instituição e pro atleta. Ele, realmente, precisa parar de fazer biquinho. Criancice isso.

    ResponderExcluir
  2. O cara quase foi banido do esporte por FUMAR CRACK.
    Se ele não sabe que tem um problema... por isso acho que a postura do Botafogo está correta. Só que tá na hora do maluco retribuir.

    ResponderExcluir
  3. Sim, talvez ele devesse ter sido afastado mesmo, talvez ele não tenha maturidade pra entender o voto de confiança que o Botafogo deu a ele, e ainda vem dando, não sei se ele compreende esse conceito aí de retribuição. Como dizia minha avó, ele me parece ser daqueles "vem a nós, tudo; vosso reino, nada".

    ResponderExcluir
  4. Tenho fé que o agradecimento virá na forma de GOL! figuinhaaaaaa

    Não acho que ele deveria ter sido afastado, não.

    Ele merece uma segunda chance, ainda mais com um problema como o dele que, acredito, tenha sua raiz em sua precária estrutura familiar. Alguns matam amantes, outros fumam crack, cheiram, bebem... no fim das contas só prejudicou a si mesmo.

    Desperdiçar essa chance seria muito triste.

    ResponderExcluir
  5. Adoro que homicídio (ou a suspeita de, no caso de responsabilidade jurídica) vire parâmetro pra gente ganhar perspectiva em qualquer discussão. Eu acho triste que se jogue fora oportunidades, com certeza. Quando se tem um talento desses, acho que se deve fazer por onde. Tanto moleque querendo jogar, o cara tem a oportunidade de ser ídolo do Botafogo, do Flamengo, aí vai e se acha supremo e que pode fazer o que quer. Momento Homem-Aranha: um grande poder traz grandes responsabilidades. Nem todos sabem lidar com isso, infelizmente.

    ResponderExcluir
  6. Sim, mas é preciso entender que a dependência química é um problema de saúde e um problema social. No caso do Jobson esse problema é anterior ao Botafogo, que fez um "investimento de risco" e está tentando administrar esse risco.

    Enfim, o que quis dizer é que o vício é uma doença (como pressão alta ou qualquer outra) e não só uma questão de caráter. Requer tratamento e acompanhamento.

    ResponderExcluir
  7. É. Sem dúvida, administração de risco. Concordo que não seja uma questão de caráter, acho que alguns distúrbios "sociais" tb são, né?

    Não vou entrar nesse mérito, não sou psiquiatra.

    Hahaha...

    ResponderExcluir