segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Só pra esclarecer: empate não é vitória



Essa é a imagem que queremos ver! É isso que quero publicar por aqui! Queremos comemorar gols! Mas...

Hoje a notícia é de que o PC Gusmão está incomodado com a série de empates. Pelo menos isso, né? Só me faltava ele achar que tava ótimo! Novamente chamo a atenção para a falta de protagonismo do Vasco no campeonato. Sinto que somos candidato ao Oscar de clube coadjuvante. Nem aparecemos nas páginas principais dos jornais. Quer saber do Vasco? Tem que ir na página do time. E mesmo lá as notícias são mornas, como um mundo paralelo. Como pode um time que teve Edmundo (pra citar um exemplo), que pelo bem ou pelo mal era notícia quase todo dia, estar agora nessa situação?

O jogo contra o Palmeiras (jogo dos "empatadores") foi um reflexo disso. Sem grandes emoções, mas também não foi um desastre. O time joga, tenta, mas parece que as coisas não acontecem. Os jornais falam em muita correria e poucas finalizações. Eu vejo um clube traumatizado com o drama da segundona, que prefere pensar antes de agir. E na hora que toma uma atitude, já é tarde.

Talvez falte isso: impulso. Jogar como se fosse a última oportunidade, só a vitória (e o jogo bonito) importam. Sem pensar demais, sem esse pisar em ovos todo. O pesadelo da segundona já passou, agora é voltar a ser o grande clube, a jogar como grande. Sem medos, sem achar que empate é bom como vitória.

Acho que estou tão neurótica que sinto o Vasco como coadjuvante até aqui no blog! Procuro assunto, mas tá dfícil. Como eu disse antes, a cada jogo virei reclamar do empate? Ou comemorar a invencibilidade? Nem comentários o Vasco consegue!

Mas sabe o que me dói mais: a piada pronta. Pois é, o Vasco é o vice dos empates. Sem conseguir nem gerar uma crise (que é o que a imprensa adora fazer), esse é nosso o destaque na mídia.

Mereço isso não, sério.

6 comentários:

  1. É Lívia, e o jogo nem foi dos piores. Nada barra o Vasco e Palmeiras do primeiro turno, por exemplo. Seria um bom resultado se não fosse essa sequência de empates que deixa tudo meio morno. Tem toda razão quando fala que o Vasco tá com cara de coadjuvante.
    O lance é parar de empatar em casa. CA jura que volta na quarta, com o Ramon, e pra ganhar. Tomara :)

    ResponderExcluir
  2. Lívia querida, sei que a situação é ruim (não chega a ser crítica), mas... hahahahahahahaha adorei a analogia: Oscar de coadjuvante! Mas vc tá certa, um time meio assim, meio nada, meio sem inspiração, não to entendendo qualé a do vasco não. Talvez esse seja o problema mesmo, o fantasma da segundona ainda deve estar assombrando São Januário. Mas o Vasco é maior do que isso!

    ResponderExcluir
  3. Lívia criou o eufemismo pro apelido mais insuportável do Vasco. Eterno vice. Realmente, agora que você falou, tenho de concordar. O Vasco está morno nas notícias. Mas cuidado com o que você pede, você não quer que seu clube apareça nas páginas policiais dos jornais, como Flamengo fez o favor de fazer tantas vezes esse ano. Conseguimos variar de traficantes a homicídio! Mas quanto a ser coadjuvante no blog, isso só depende de você. Pelo menos disso o Vasco não pode reclamar, porque ele está muito bem representado, por uma torcedora extremamente inteligente. Certeza que você acha coisas mais bacanas pra falar do que os empates. ;)

    ResponderExcluir
  4. Além do mais, melhor ter o fantasma da segundona que ter um encosto querendo se vingar do time! Pô!

    ¬¬'

    ResponderExcluir
  5. Que a verdade seja dita: O Carlos Alberto faz TODA a diferença, o Nunes ta fora de forma (e é o nosso único centro avante), o Ramon faz mais falta que dinheiro em fim de mês e aqueles errinhos de arbitragem tão atrapalhando mesmo.
    Acho que os juizes erraram no lance anterior ao Penalti no jogo contra o Galo e contra o Palmeiras houve 2 "bolas na mão" na área do Porco, além de terem dado lateral num escanteio e tiro de meta numa bola do Zé Roberto que não saiu.
    Tá brabo!
    Mas o que eu acho é que o vasco vai é jogar a sulamericana de 2011 mesmo.

    ResponderExcluir
  6. E o Felipe? Quando volta? Na estréia dele (contra o Flu, né?) ele jogou muito bem, mas acho que depois foi caindo de produção. Ou não deu nem tempo de ver?

    ResponderExcluir