segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Resumão

Botafogo empatou com o novo time da moda no campeonato nacional, o Cruzeiro, que tem no estrangeiro Montillo sua maior força dentro de um time técnico e veloz.

Há quem diga que após esse resultado não temos mais chance na disputa pelo título, eu continuo achando que ainda dá. Infelizmente outros resultados dessa rodada não nos ajudaram em nosso objetivo. Vamos continuar torcendo, secando e vendo no que dá.

Assuntos extra-Botafogo já não estão do nosso lado. De fato está difícil lutar contra o Império do Mal, este ano representado pelo popular Curíntias, que comemora seu primeiro centenário. Este time está se apresentando muito bem, apoiado inclusive no nosso ex-romarinho, Jorge Henrique, e além disso, teorias conspiratórias apontam para o bom relacionamento estre o presidente do clube com o todo-poderoso do nosso futebol, dando uma indicação que podemos ter um predestinado ao título do brasileirão.

Fora isso, temos nossas próprias questões. Maicosuel não custou uma mariola aos nossos cofres, mas está devendo constância e brilho em suas apresentações. Ele precisa urgentemetne melhorar seus cruzamentos! Mesmo assim, participou ativamente dos lances de gol no último jogo e quase marcou o seu, num belo chute de fora da área, defendido pelo goleiro Fábio, que foi um dos destaques da partida. Do lado do Botafogo, destaco Alessandro, que marcou um golaço e mostrou a garra de sempre. Embora muito usualmente sua garra possa se transformar em desastre, com faltas ou o penalty marcado contra o Goiás, nesse jogo, além da boa atuação, fez um gol digno de craque (ninguém esperava isso, nem o zagueiro que ficou olhando ele marcar!). Infelizmente, também deixou alguns espaços para o forte time do Cruzeiro.

Destaque negativo para mim foi o Renato Cajá, que não manteve a pegada de atuações anteriores. Fahel não vou comentar, coitado. O cara erra passes "inerráveis", mas seria muito redundante criticar. Será que não tem nenhum garoto dos juniores pra botar no lugar dele? E as contratações que o Botafogo fez? Foi dinheiro jogado fora?? E o tal do Elizeu, por exemplo?

Na linha jovem jogador desequilibrado, Caio manda um "OK" para a torcida e ganha o troféu-perdeu-a-linha da semana. Merece multa. Nem acho que foi penalty, mas a verdade é que se o time estivesse amarrado, não seria o Caio a marcar o atacante cruzeirense, então a falha de um (uns) leva ao erro de outros.

A única pena é que o Botafogo precisou tomar 2 gols para sair de uma inércia que começou ainda no primeiro tempo. No final do jogo, a pressão foi imensa e quase marcamos pelo menos duas vezes, com Somália e Antonio Carlos. Edno entrou com vontade e Loco Abreu também fez boas jogadas. Ficou com gosto de quase virada (mas pelo menos não perdemos), "quase" esse que poderia ter sido evitado se essa reação tivesse ocorrido mais cedo.

Agora é a preparação para quarta-feira. Clássico é clássico (e vice-versa) e talvez possamos contar com Jobson, o que já seria um grande adianto.

Assunto a ser melhor explorado: creio que algo de podre se passa no departamento médico e na preparação física do Botafogo. É normal que um jogador profissional sofra lesões, mas... que sejam tantos ao mesmo tempo e que demorem tanto para a plena recuperação?? Acho que pode ser prova de que algo está andando errado no Glorioso.

5 comentários:

  1. E seguindo a linha torcedores e suprestição, Fandangos no Engenhão está proibido!!!! Para não interferir no resultado, somente cachorro e coca estão liberados!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha! Fandangos?? Nem vou discutir. =D

    Amei o "não custou uma mariola"...

    ResponderExcluir
  3. O time estava em vantagem no intervalo e minha irmã resolve me aparecer com um sacão de Fandangos. Já questionei a escolha pela qualidade... quando tomamos a virada, nosso amigo Daniel pergunta: que história é essa de comprar Fandangos??
    Até que o Botafogo conseguiu o empate, mas o estrago já estava feito... Fandangos nunca mais!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, a lógica é evidente. Fora Fandangos.

    Agora tem que tomar cuidado pra essa informação não vazar pros adversários...

    ResponderExcluir
  5. C*r*lh*, cês são foda! Agora a culpa é do meu gosdanfan?!?!?!
    hahahahahahaha

    Dos neguinhos de Genral Somália se destaca, Djóbson tem que voltar, Mago tem que acontecer!

    Já faz muito critico o dep. med. e prep. fís. do Glorioso... No brasileiro do ano passado tivemos jogadores encostados mt tempo por lesões teoricamente simples. Além disso, n lembro qual foi o jogador, mas teve um q ficou encostado e q tinha lesões migratórias: a cada declaração do medico na mídia ele dizia que a lesão era em um lugar (virilha, coxa, panturrilha, etc...
    Na época do Garrincha eles faziam injeções de corticóide no joelho dele prá ele jogar. Isso não é bom, mascara os sintomas, não cura, e no final ele acabou com o joelho destruído (o conhecimento na época era outro). Isso é ruim, n precisa ser "jogar a qlqr custo", mas precisa otimizar os resultados e prepara melhor. Enfim...
    tb acredito no título ainda. Brasileiro n se define tão cedo, lembra do ano passado?

    bjs

    ResponderExcluir