segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Ordem no Flamengo


Quem vê as chamadas na home do Globoesporte.com percebe claramente que estamos lidando com crianças. Ou que, ao menos nosso repórter responsável, Eduardo Peixoto, tem essa impressão e gostaria que todos soubéssemos disso.

Picuinhas à parte, já que todos já sabem que eu tenho minhas reservas quanto ao profissional destacado pra cobrir o Flamengo, quero chamar atenção para um fato importante. Eu concordo. Estamos lidando com crianças imaturas e com muita vontade própria, nunca no sentido que tenha qualquer utilidade real para um time.

Após Silas ter se reunido com Zico, ambos foram conversar com o grupo e, nessa segunda reunião, Pet teria pedido a palavra, aparentemente pra explicar sua indignação ao ser substituído. Segundo o título "vem cá, clica em mim", o sérvio teria pedido desculpas pra todo mundo ouvir. Adianta?

Diogo, atacante estressadinho, disse que aprendeu com a expulsão. Gente, parece um bando de criancinha no jardim que compreendeu bem a lição do castigo. O conceito de professor, apelido "carinhoso" dado ao técnico, nunca teve sentido tão patético. E Silas, o tio do momento, criticou a falta de planejamento do Fla para o campeonato. Realmente, ter de se preocupar com a forma física e recuperação de quase todos os atletas a essa altura da competição, e na colocação em que estamos, é absurdo. 

É amadorismo demais pra um clube profissional. 

Enquanto eu me preocupava só com o excesso de contratações de atacantes (ainda acho que estamos fazendo uma coleção), estava um pouco alheia ao geral. O Flamengo está com 40 atletas à disposição de Silas. QUARENTA! E as melhores (será?) opções são o que temos visto em campo. 

É pra sentar e chorar, né?

Como se não bastasse a dor de cabeça de ter de organizar um time mais velho, pesado, fora de forma e sem vontade de coisa alguma, Silas ainda tem de montar a listinha de quem vai e quem fica no clube. 

Mas quem gosta de marmelada é palhaço, então, né? Força aí, Silas.

Agora, é importante dizer que ele também não chegou no clube vendado, ele tinha de saber o que estava comprando e não vai adiantar de nada, pra ele ou pro Flamengo, ficar reclamando de tudo. Quer ser técnico de um dos maiores clubes do Brasil? Então seja. Faça direito, e faça com o que você tem nas mãos. Tem que cortar? Corte. Tem que treinar? Treine. Tem que pegar mais pesado com um ou com outro? Faça! 

O que não dá é pra entrar nessa onda de pedir desculpas e dar explicações pra cada fracasso. Pra isso, era mais barato deixar o time na anarquia, sem ninguém à frente. 

O Flamengo não é time pra ficar nessa de brigar pra não cair. Por mais que tantos estejam torcendo por isso, uma Nação inteira ainda acredita no grupo e não merece essa decepção.

Queremos raça. E queremos de todos, dentro e fora do campo.

5 comentários:

  1. Nanda, não vamos cair.
    Acho que a melhora ja vem no proximo jogo, Se não vai rolar "bomba" na Gávea.


    www.mesaquadrada.net

    ResponderExcluir
  2. também não acho que vcs irão cair.

    bomba na gávea? espírito da Eliza?

    ResponderExcluir
  3. Se rolar bomba na Gávea, a gente sai no GE sob a manchete "Blog de meninas sobre futebol sabia do atentado!".

    Ui...

    ResponderExcluir
  4. Nanda, a coisa na fla tá feia, mas acho que tem solução, sim... tem que botar vagabundo pra jogar bola em vez de dar pití!

    Agora, se serve de consolo, segundona não é de todo mal, ruim mesmo é cair hehehehe quem sabe até vcs não passam a jogar na Gávea (q não é na Gávea, já reparou?), pertinho hehehehhe

    ResponderExcluir
  5. Pô, Camilla... ¬¬'

    Que merda... hahaha...

    Mas é verdade. Aquilo é Leblon, Lagoa, Gávea não. Tem explicação isso? Algum professor de plantão que possa nos esclarecer a situação?

    ResponderExcluir