quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Como se comemora uma vitória


Uma flamenguista, uma botafoguense, uma tricolor e uma vascaína foram a um bar. Parece piada, né? Pois aqui está a foto pra provar que não é!

Foi uma coisa bem cósmica mesmo, daquelas em que você acredita que o universo conspira pra que tudo dê certo. Talvez alguns tenham conhecido o blog recentemente, mas ele existe desde 2009. Desde maio de 2009, pra ser mais exata.

No começo, éramos eu, Camilla, Diana e Raquel. Com o tempo, ficamos só eu e Camilla batendo bola por aqui, e aí decidimos correr atrás de mulheres à altura do desafio. Sabe quando você ama uma coisa e acredita nela? Era assim (É assim) que nos sentíamos quanto a isso aqui.

E aí veio a Lívia, uma escolha difícil entre tantas vascaínas que souberam escrever sua paixão pra nós em um breve texto, na intenção de assumir o posto de representante oficial do Gigante da Colina. Em seguida veio a Marcela, que respondeu ao chamado por uma cruzmaltina perguntando se não tínhamos vaga pra uma tricolor. Time montado, casa redecorada, os textos fluindo, ritmo impecável, parecia que nós conhecíamos há  muito tempo, tamanha a integração e fluidez da comunicação.

Então nos inscrevemos no Blogbooks, corremos atrás dos votos, perturbamos amigos, família, namorados, estranhos, fomos chatas por uma boa causa. Ganhamos no dia do aniversário do pai da Lívia, tricolor com 2 filhos flamenguistas e uma filha vascaína. Ele pode até não se achar sortudo, mas nós já o consideramos um amuleto, viu?

O que viria em seguida? A comemoração, oras! Marcamos em território neutro (a Cobal, hahaha!) e combinamos que cada uma iria com a camisa do seu time.

Lívia chegou primeiro e descobriu um bar que nos permitisse assistir os 2 jogos da rodada que nos interessavam. O do Botafogo e o do Fluminense. Um dos garçons com quem ela conversou ficou bastante confuso com aquela vascaína louca achando que o o Flu e o Bota disputariam pontos naquela noite, mas ela se virou e escolheu um bom lugar.

Eu cheguei em seguida, o que já foi causando estranheza nos arredores, mas percebemos que nossa platéia começou a ficar curiosa. Com a chegada da Camilla, percebemos algumas risadas, pessoas olhando e apontando, ouvimos até um "só falta a tricolor", e só faltava mesmo dona Marcela, que chegou depois das batatas fritas e bolinhos de aipim com carne seca, só pra fechar o time e intrigar ainda mais quem tinha decidido prestar atenção na nossa mesa.

Como a Lívia disse, nascemos umas pras outras. A dinâmica perfeita que temos na web, seja por e-mail ou pelo blog, com as trocas entre posts e comentários, é a mesma no mundo real.

O mais incrível era que estávamos lá não só pra comemorar, mas pra torcer. Torcer pelos dois cariocas que jogavam, é claro. E quem estava lá pode dizer que viu uma vascaína, uma botafoguense e uma flamenguista aplaudirem o argentino Conca quando ele marcou pelo tricolor. Também pode dizer que viu uma flamenguista, uma vascaína e uma tricolor comemorarem um gol de Loco Abreu e questionarem um impedimento que mudou o resultado do jogo no Pacaembu.

Agora me digam: onde mais os 4 grandes do Rio comemorariam uma vitória conjunta? Se alguém ainda precisava de argumentos pra entender o quanto isso aqui é especial, é só olhar essa foto aí em cima, no começo do post. É a melhor ilustração do que aconteceu ontem.

Ah, sim. Temos um vídeo também, mas isso é assunto pra depois. ;)

4 comentários:

  1. Muitas coisas pra comentar, mas não sei se meu sono vai me permitir a lembrança:
    1) Pô, meu, a foto não ta apareceeiindo!
    2) Te proíbo de divulgar o vídeo da minha comemoração do gol do Conca (e nem adianta vir de Krav Magá pra cima do meu Shao Lin não, hein)
    3) Cara, que mega orgulho do livro da Lívia, ainda não tive tempo de ler, obviamente, mas dei uma leve foleada, e achei duca!
    4) Vc esqueceu de mencionar a Camilla guerreira, que não iria se deixar vencer por uma gripe chata!
    5) Vcs são demais!
    6) Boa noite!

    ResponderExcluir
  2. Consertei! Sim, sim! Camilla quase morrendo e foi lá mostrar seu amor pelo Clube e pelo time! Ganhou pontos extras por isso!

    Cara Marcela, depois de vc ter feito esse alarde todo, estou me sentindo compelida a lançar uma enquete pra decidir se eu exibo ou não sua comemoração. =D

    ResponderExcluir
  3. Ai, que cute! Mal sabem todas as besteiras que falamos, haha!

    E quero o vídeo! Faltou minha teoria sobre a década perdida do vasco, farei um post sobre o assunto. Mas tenho medo de brincar com os deuses antes da hora... talvez melhor esperar o fim do campeonato!

    Mas pros nossos queridos leitores, só posso afirmar uma coisa: ao vivo, somos ainda mais legais! :)

    ResponderExcluir
  4. Seguindo o comentário da Lívia, fica a dica. Podem começar a panfletar em prol de um programa nosso. Somos hilárias juntas e presencialmente. hahaha!!

    ResponderExcluir