segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Botafogo Campeão brasileiro de remo!

Ainda outro dia eu me perguntava sobre as escalações do Joel... porque não estava utilizando jogadores de base e contratados. Na verdade minha dúvida seria mais sobre a qualidade dessas contratações, afinal porque investir em jogadores se eles não estão qualificados para entrar em campo quando necessário?

Eis que Joel me saca logo o jogador que eu nomeei nos minutos finais do jogo contra o Atlético PR e o cara perde uma bola que acaba resultando na jogada de empate do adversário. Raiva do cara? Com certeza. Mas fico também com pena (eu sou a rainha da pena, eu sei...) porque essa situação agora vai marcar o atleta, gerar insegurança e até perseguição da torcida. Elizeu pode até ser mau jogador (não acompanho treinos, só posso saber pelo que demonstram nos jogos), mas deu azar. Enfim, quem tá no banco tem que estar pronto e quem quer brilhar no futebol tem que mostrar serviço quando acionado. Bola pra frente.

Muito mais do que pena do Elizeu, fico muito triste pelos pontos novamente perdidos pelo Botafogo.

Minha esperança no título já diminui, embora ainda faltem muitos jogos e tudo possa acontecer. Os ventos mudaram e se há poucos dias eu dizia que o Fogão estava com tudo, esse sentimento não é real agora. Maicosuel se contundiu e ficará pelo menos oito meses em recuperação. Jobson voltou e já tratou de tomar o terceiro amarelo. Não jogou muita bola, mas o único gol que fizemos saiu de uma jogada dele. Esses dois jogadores tem uma qualidade técnica superior e é por isso que estão no Botafogo. Mesmo num mau dia, podem resolver. Além deles, só o Loco Abreu, que, apesar de não ter a mesma habilidade, tem estrela.

Se a arbitragem prejudicou o Botafogo, dando um impedimento inexistente (qual é o problema das bandeirinhas com o meu time???)com nosso jogador entrando mano a mano com o goleiro, o maior culpado pela derrota foi o próprio time, que desperdiçou algumas chances (uma com Lucio Flavio) e não soube segurar o resultado. Caio quase conseguiu reverter a situação no finalzinho, mas não deu.

Contra o Vasco, tomamos um gol totalmente irregular (a jogada saiu de uma falta em Antonio Carlos), mas insistimos e buscamos a vitória nos minutos finais. Contra o Atlético, a história se inverteu, fizemos um gol e fomos incompetentes no plano de segurar a vantagem. Mesma história do último confronto com o Grêmio, quando vencíamos por 2 gols.

Resumo, ou voltamos a buscar a vitória, ou vai ficar muito difícil para o Botafogo. A verdade é que sem Marcelo Mattos passamos a tomar muito mais gols e aí fica mais difícil vencer. LG ficou sobrecarregado na função de desarmar e rearmar (investei o termo, mas é isso mesmo). Nossa equipe simplesmente não está dando conta.

E como eu gosto de futebol, mas gosto MESMO é do Botafogo, parabenizo nossa equipe de Remo pela conquista do primeiro Campeonato Brasileiro Aberto de Remo. Investimentos em barcos, atletas e equipe técnica levaram o Botafogo a desbancar Flamengo (vice) e Vasco (terceiro lugar) na consquista desse título.

Um comentário:

  1. Leandro Guerreiro McGyver? =D

    Concordo que jogador tem q estar pronto pra mostrar serviço quando for necessário, mas ter segurança na estreia é um mega talento, né?

    Espero que o cara não seja perseguido, ou que comece a se cobrar demais pelo mau desempenho, pq isso também não vai trazer nada de bom pro time. Ou pra ele.

    ResponderExcluir