quinta-feira, 5 de agosto de 2010

E o Flamengo, como vai?

Não tem jeito, onde quer que eu me encoste, parece que as pessoas estão falando de futebol. E quando não estão falando, acho que eu dou um jeito de mudar o assunto. Pra futebol. Não o tempo todo, ok, mas é um tema que ajuda a integrar a galera, mesmo quando não se torce pelo mesmo time. Até a disputa pode ser uma coisa bacana.

Ontem mesmo parei pra comprar uma pipoca e estavam um tiozinho, o pipoqueiro e um gari discutindo o Botafogo e os campeonatos. Fiquei lá uns bons 5, 10 minutos trocando uma ideia enquanto minha amiga não chegava. O melhor foi perceber que eles iam me fazendo perguntas, pedindo minha opinião... Caí num grupo aleatório em que os homens entendiam menos que eu. Adorei isso.

Daí hoje tive uma reunião em que um dos participantes disse "então vamos à sala, aguardamos fulana chegar, enquanto isso podemos discutir A, B ou falar do Flamengo".

Mas, e o Flamengo? Como vai?

O jogo com o Corinthians se aproxima, domingo está logo ali, e o rapaz do elevador acha que o Timão leva. E isso é a opinião de um flamenguista!

Eu mesma não consigo ficar tranquila, com base nas notícias que vêm sendo publicadas. Talvez a ordem na casa nos deixe um pouco de molho no quesito resultados e títulos, mas juro que fico feliz se, no fim, eu tiver um time de verdade, e não essa farofa que existe atualmente.

Acho graça de ver que o foco está em "precisamos de um atacante", como se o resto do time estivesse uma beleza. Eu mesma já começaria decapitando (figurativamente, tá? pelamordedeus!) o técnico. Não tenho o menor apreço por Lourenço, nem tecnicamente, nem emocionalmente. O santo não bate, ele não me emociona.

Não quero Andrade de volta, pois acho que ele deixava a molecada muito solta. Passar a mão na cabeça de quem se comporta que nem criança é complicado demais. E não tem jeito, jogador de futebol é assim mesmo. Criança com dinheiro. Ponto. E nem adianta perguntar quem eu botaria como técnico, porque acho que escolheria Joel Santana, que o Fogão já teve a sorte de abocanhar, meus parabéns. De verdade.

Daí temos Fabrício querendo sair, Juan querendo ficar, Kléberson não descartando a possibilidade de se despedir da Gávea, um jogador que já não jogava há uns 2 meses, outro que não jogava há um ano (é isso, Leandro Amaral?), mais um gorducho pra gente reabilitar... E o Welinton na zaga, meu pior pesadelo.

Olhando o quadro atual me pergunto se Zico tinha noção da encrenca em que ele tava se metendo...

Mas ainda assim, eu torço pelo meu Mengão contra o Corinthians.

E pra que o Galinho saiba mesmo o que está fazendo, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário