sexta-feira, 30 de abril de 2010

Timinho

Vamos começar do começo: http://bit.ly/ze_mane

Camilla disse que é importante denunciarmos as palhaçadas, mesmo que isso nos deixe com fama de chatas, ou, acho que a expressão foi essa, garotas enxaqueca.

A situação é simples. O Corinthians diz que pretende liberar só 700 ingressos para o Flamengo, para o jogo de volta da Libertadores.

O motivo é mais simples ainda, convenhamos: birra.

Alegue o que quiser, pra mim não faz diferença, mas o Timinho está querendo mesmo é repetir o mau caratismo do Inter na Copa do Brasil do ano passado na tentativa de aplicar sobre o Flamengo o efeito Bombonera.

Não é difícil entender, vamos analisar.

A torcida do Mengão entra em campo, seja pro bem ou pro mal. Quando pede raça, vai pra cima, grita mesmo, cobra e só fica satisfeita quando os gladiadores suam sangue no gramado. Quando está feliz, contentinha, é só alegria e os jogadores ficam em paz, que nem marido vendo jogo quando a mulher está viajando.

Privando o time de ter sua torcida apoiando, aquecendo o estádio, o Corinthians fica com a vantagem e pode trabalhar para oprimir o adversário.

Quando não há equilíbrio nas arquibancadas, é claro que o jogo fica desleal. Como foi o Flamengo e Inter no Beira Rio, com aquela torcida chata e monocórdica colorada. Compete seriamente com o efeito das vuvuzelas, vamos combinar.

O Corinthians fica lá fazendo contas, diz que tem área de torcida convidada, acordo com o Estado, um monte de mimimi. Mas eles querem é desequilibrar a balança, já que perderam o primeiro jogo, e apostam na instabilidade do Flamengo, que quase sempre joga melhor quando o 12º jogador está presente em massa.

É covardia pura e simples, não tem matemática nenhuma. Querem depois dizer que tem a maior torcida, que os Rubro Negros não compareceram, porque é sempre o que fazem os outros times quando o jogo é fora do Rio. Pegam os números, e dizem que a torcida estava ausente.

Mais um dos prazeres patéticos de quem torce contra o Flamengo quase mais do que torce pelo próprio clube, atacar a Nação.

Estou ofendida com o desrespeito e acho que o Sr. André Sanches deveria mostra um pouco mais de maturidade que uma criança dona da bola.

Na boa: não sabe brincar, não desce pro play.

Libera os ingressos. Fair play acima de tudo. Dentro e fora de campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário