segunda-feira, 19 de abril de 2010

Mais da final

Mais alguns comentários sobre a final da Taça Rio, em que o placar Botafogo 2 x 1 Flamengo deu o título ao alvinegro em virtude de nossa vitória também na Taça Guanabara.

Arbitragem - Esse ano não tivemos o 12º jogador do adversário (diferentemente de muitas vezes), porém, tenho uma ressalva ao juiz. Ele tentou disciplinar os jogadores distribuindo cartões amarelos para coibir a violência. Porém, se um jogador pendurado cometia uma falta para cartão, ele não mantinha o mesmo critério, evitando a expulsão. Vi dois jogadores do fra nessa situação, o Love e o 22 (nanda, qual o nominho?). São os que eu vi.

Joel - Ponto para ele que soube, acima de tudo, fazer aquele grupo acreditar na vitória. Seu maior mérito, na minha opinião, foi convencer o time de que podíamos ganhar e engajar o grupo nesse projeto. Seu segundo mérito foi mudar certos jogadores de posição (durante o campeonato) e fazê-los render muito mais, como Fahel e o Somália.

Torcida - compareceu e motivou. Acreditou como poucas vezes um botafoguense acredita e passou isso para os jogadores.

Somália - Dizem que o Leo Moura não esteve bem. Outra leitura é que ele foi anulado pelo nosso "Lacraia"(apelido dado pelo Herrera). Lutou sempre, focou em todas as bolas e ainda fez uma defesa espetacular no finzinho do jogo.

Jefferson - adoro o apelido de Homem de Gelo que o time deu pra ele. O cara é focado como um goleiro deve ser. Botou no chinelo o antipático e marrento goleiro do adversário. Não foi o Adriano que perdeu o penalty, foi o Jefferson que defendeu, amigos! Sou fã do cara.

Herrera - Pela vontade, pela luta, pelo espírito, pelo envolvimento e pelo futebol. Me desesperei na hora que ele foi pra cima do juiz mas aquilo demonstrou a hombridade do cara, não fez que nem certos jogadores que xingam o cara e saem andando. Olhou no olho e falou o que achava. A foto que saiu hoje no jornal O Globo está excelente, o melhor é a cara de desespero do Alessandro!

Loco - Fez cada botafoguense ter um princípio de ataque cardíaco com aquela cobrança de penalty lenta e certeira. Porém, fez a conquista se tornar ainda mais inesquecível.

Alessandro- ficou com medo de tomar outro cartão amarelo e por isso "amarelou" em algumas disputas de bola (foi o que eu achei), mas tava ligado e bem colocado então pelo que ele já sofreu no Fogão merece um crédito.

Leandro Guerreiro - pela luta de sempre, pela simpatia com os torcedores e pela qualidade nos desarmes.

Fabio Ferreira - tem que ficar no time.

Caio - e daí que ele isolou aquela boa, "perdendo" um gol que daria um alívio a mais no fim do jogo? Ele já é nosso xodó e deu uns belos dribles, fora que quase fez o gol mais maneiro do mundo no Bruno, numa hora que este tentou fazer gracinha e quase tomou um frangão.

Bem, esses são os meus destaques. Quem tá de fora tá dentro também...

Jogando limpo é outra coisa! Muito gratificante saber que justiça foi feita. Um cala a boca pra quem não acreditou! Nosso império dos hermanos riu por último. É bom constatar que o trabalho duro e a dedicação compensam, diferentemente da fanfarronice crônica.

Agora é comemorar e voltar a treinar porque o brasileiro já começa com pedrada: SANTOS!

Mauricio, quero ver os reforços... já estão falando nisso desde o início do ano e agora chegou a hora!

Uma última crítica minha vai para a diretoria do Botafogo que barrou a entrada de sócios proprietários na festa dentro da sede, enquanto liberavam parentes do presidente. Uma atitude ridícula e ultrajante, além de totalmente desnecessária. Uma coisa assim, bem Brasil.. mas gostaria de saber que somos melhores que isso.

3 comentários:

  1. Excelente post!
    sem mais

    ps: FOGO!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. FORA MAURÍCIOOOOOOOOO!

    Ah! Muito engraçado! O Andrade resolveu falar mal da arbitragem (dizendo que supostamente ela teria nos favoreciso), comentário surreal que obviamente nem a mídia mulamba embarcou. Mas, ok, o engraçado foi ele dizendo que não tava fazendo "chororô" não, mas...

    HAHAHAHAHA

    sem mais.

    ResponderExcluir