terça-feira, 16 de março de 2010

Futebol aquático

Atrasada mais uma vez... venho comentar o jogo Botafogo x Olaria no Engenhão. Não fui ao jogo e quando começou o temporal pensei: ainda bem!! Imagina ficar quase 20 minutos no escuro e ter que encarar um Rio de Janeiro submerso na volta para casa??? Não há futebol que compense! Além do mais, já sabia que era vitória certa...

Sendo assim, vou me ater aos fatos extra-campo. Conforme já comentei aqui, o acesso ao Engenhão (stadium rio my ass!) é uma bela M. Confuso, mal sinalizado e até mesmo burro, já que fecham certas ruas dificultando ainda mais o deslocamento dos veículos. E não venha me dizer pra ir de trem. Já fui e não pretendo repetir a experiência... ir é moleza, QUERO VER VOLTAR!!!!! todo mundo se amontoando na mesma hora, tudo apertado, uma demora... se quiser tentar ônibus ou taxi... prepare-se para perder mais tempo. Enfim, independente do meio de transporte escolhido, é perrengue. E depois não sabem porque os jogos lá não costumam encher... tá bem que no Maraca também não estamos LOTANDO o estádio, mas pelo menos fica bem mais fácil para quem está disposto a encarar os jogos de qualidade marrom (marromenos) que temos disputado.

Bem, você foi de carro e conseguiu parar no estacionamento. Que bom. Peraí, mais ou menos. Se você não for ficar no setor Vip, saia do estacionamento, dê a volta e encare a fila com a GALERA para então, finalmente, entrar no estádio. E torça para na volta, ao buscar seu carro, as luzes do estacionamento estarem funcionando (ok isso só aconteceu comigo uma vez, mas hoje tô aqui pra reclamar). Maaaaaaaaaaaaas... nem sempre foi assim... antigamente você estacionava e já entrava no estádio. Mais lógico, mais cômodo, mais organizado... pq não mantiveram assim???

Bem, no tal jogo de domingo, minha irmã e meu pai foram com meu irmaozinho de 3 anos e foram questionar ao funcionário o motivo da burice supra-citada. Segue o relato que ela enviou para a Ouvidoria do Botafogo:


Um absurdo o meu pai pagar mensalmente R$150,00 para a manutenção do título e os programas de sócio torcedor e sermos tratados com tamanha ineficiência, grosseria e pouco caso no Engenhão.

Estacionamos no Oeste e por estarmos com o meu irmão que é uma criança pequena perguntamos se poderíamos passar pelo portão que liga o estacionamento a entrada da torcida ao invés de sairmos para entrarmos de novo. O funcionário que nos atendeu foi extremamente grosseiro ao dizer que não poderíamos fazer isso, se negou a dar o seu nome quando foi perguntado após responder que era sim funcionário do Botafogo, e ficou berrando num bate-boca completamente anti-profissional conosco que não éramos melhores do que ninguém e que todos tinham que sair e entrar.

PRIMEIRO: Gostaria de saber por que os sócios torcedores não tem mais acesso ao estádio pelo estacionamento. E também deixar a minha sugestão de que deveria voltar a ter. É burro, ineficiente estacionar, sair, e voltar. E as crianças? E os dias de chuva? Como é possível um compromisso de pagamento mensal não render ao sócio esse tipo de comodidade, principalmente num momento em que o time tem uma necessidade de frequência da torcida? Convenhamos, com as atuações pífias que o time vem tendo em campo, pagar mensalidade para assistir a todos os jogos e frequentá-los não é por nada além de amor ao Botafogo.

SEGUNDO: Os funcionários do BFR deveriam ser mais bem treinados e mais profissionais.
É um absurdo qualquer um ser mal-tratado por um funcionário da casa no estádio. Principalmente sócios do clube.
Apesar de saber que não são todos os funcionários que são mal-educados como esse, acho que falta profissionalismo a quase todos, e também mais informação. Sugiro que passem por um treinamento, e que, se for o caso, que inclua boas maneiras.

Passar por esse tipo de situação não deixa a menor vontade de fazer agora o novo programa "sou botafogo", honestamente. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário