quarta-feira, 10 de junho de 2009

Enquanto isso, no meio de campo...

Ok, segundo Camilla, eu estou sendo um pouco exagerada. Beleza, quando eu escrevi meu último post, estava realmente com o sangue fervendo a ponto de desnaturar todas as minhas proteínas e perder toda e qualquer razão. Nada bom, nada bom.

Mas sei que estou sendo bem menos xiita do que muito torcedor que vem se aventurando a comentar a situação do Flamengo por aí. Pelo menos eu ainda enxergo a luz no fim do túnel aproveitando o que temos em casa, em vez de propor vender todo mundo, ou executar quem não mostrar resultado.

A verdade é que a coisa não vai bem. Não dá pra entender um time que consegue se manter minimamente mediano tomar uma goleada como a de domingo de um time que nem mediano é. E ainda ter de aturar desaforos de uma torcida pentelhinha e desaforada. Bem feito. Mereceram mesmo.

Enfim. Não vou concordar que a culpa de dois gols que tomamos tenha sido do Angelim, não acho que ele é bizonho e não acho que ele tenha de se aposentar. Aliás, essa esclerose de torcedor me irrita. O cara vem mandando bem pra cacete, assim como seus outros 3 companheiros que estavam compondo uma das defesas menos vazadas do nosso futebol, e por causa de um jogo merda desse vem um monte de enfurecido dizer que ele tem que se aposentar, que tem que matar o Toró, o Willians, o Leo Moura, o Juan... Cheguei a ler que o Bruno era frangueiro.

Na boa? Eu não estou exagerando, mas muita gente está. Não dá pra ser assim também. Do jeito que a torcida vem se expressando, parece que falta pouco para sair porrada nos jogadores, na comissão técnica e em quem estiver no caminho. E se a pressão psicológica da torcida do Flamengo já massacra muito jogador, muito técnico até, imagina se eles começarem a ficar com medo de apanhar da massa? Aí eu quero ver alguém ter coragem de vestir o manto! Aí sim não vai ter amor à camisa que justifique o risco. Então eu concordo que não pode haver exagero.

Mas que a paixão volta e meia transborda... Ah, transborda. E aí tem que rolar um desabafo.

Agora, voltando ao problema que nos levou à vergonhosa derrota de domingo. Desmantelou-se a defesa e o que houve? Deu tudo errado. Então, o que fazer? Simples. Vamos tentar escolher uma solução mais fácil, que tal? Deixa a defesa quieta e bota um jogador no meio. Bota o Fierro, por exemplo. Por que raios o Cuca odeia o cara?

A parte divertida foi ler hoje que nosso infame técnico está impressionado com a forma e com o desempenho do Pet nos treinos. Cara, se ele está bem, então arrisca ele no meio e deixa o resto do jeito que está!! Só não arregaça a porra da defesa que nem foi feito com o Sport!!! Porque se o próximo adversário for minimamente melhor que o time do Recife, aí meu irmão... Um abraço. Vamos tomar de 24! Vai entrar pra história!

Espero que o Adriano pare com essa palhaçada de ficar sumindo na terça e comece a correr atrás de perder os quilinhos a mais.

E obrigada ao Pet por fazer o Cuca pagar a língua. Agora quero ver ele de titular absoluto, fazendo gol de falta, olímpico e o cacete. Só pra ver a cara de bunda da galera que ficou de bico por causa da sua volta.

Adoro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário