domingo, 31 de maio de 2009

O Imperador voltou

Apesar de ainda estar um pouco fora de forma, Adriano entrou em campo para mostrar que tem poder para desequilibrar. Com pouquíssimo tempo no programa montado pelo Flamengo para a sua recuperação, o Imperador aguentou os 2 tempos de jogo e ainda marcou um gol na sua reestreia pelo time.

A recepção calorosa da torcida deu um show, com a bandeira estampando o rosto sorridente do atacante sendo lançada ao céu amarrada a balões de gás. Foi bonito pra caramba e Adriano retribuiu o carinho o tempo inteiro. O time com o Tanque à frente fica bem mais ofensivo e criativo para criar novas oportunidades de gol para o novo companheiro.

Deu até gosto ver o Flamengo correr tanto atrás.

Nunca tome medicamentos sem consultar o seu médico

Josiel nos provou que essa máxima não é apenas uma frase de propaganda de remédio e nos deixou à mercê de Emerson, que ainda não achou um futebol consistente o suficiente para ser o parceiro de Adriano no ataque rubro-negro. Acho que o camisa 29 poderia ter feito bem mais gols e até criado a jogada para que outros finalizassem se não estivesse dividindo o palco com o Sheik.

Pra mim, ele joga bem melhor quando começa o jogo no banco e entra só no segundo tempo. É só ver que os gols marcados por ele aconteceram nessas condições. Sendo tão supersticioso, Cuca deveria ter feito as contas e apostar nessa idéia. Vai que o cara alcança 100% de aproveitamento assim? É só uma dica...

Abalando o meio de campo

A idéia de Geninho era embolar o meio de campo para atrapalhar o desempenho de Kleberson e Ibson. Nem precisava. Kleberson já não vem jogando tão espetacularmente há algum jogos e Ibson, infelizmente, começou a dar sinais de que o emocional está começando a ser afetado.

Diante do fim de seu contrato logo no começo de julho, mesmo com as declarações de que o clube fará de tudo para mantê-lo no elenco, acho que o camisa 7 não está levando muita fé na promessa.

Sinceramente, eu também não ficaria muito segura, com tanto conversê sobre trazer Morais do Corinthians para a Gávea. Afinal, Kleberson vai desfalcar o clube para defender o time de Dunga, mas depois volta e tem contrato até 2012. Então... Se eu fosse o Ibson, também ia acreditar que meus dias no Flamengo só podem estar contados.

Espero que o clube seja mais esperto que isso e não deixe nosso motor ir embora. Especialmente agora com o Adriano no time. Juntos, os dois ainda vão podem muita alegria pra torcida, tenho certeza!

E o Prêmio cai-cai vai para...



Márcio Azevedo, ou o assistente de palco de Krusty, o palhaço, nos Simpsons. As faltas inexistentes que o árbitro parece ter visto o Flamengo fazer sobre o atleticano foram ridículas. Uma delas aconteceu debaixo do nariz de Gaciba da Silva e nada mais foi do que um escorregão do lateral. Curioso é que os poderes de telepatia dos flamenguistas parecem estar se desenvolvendo fantasticamente, já que eles conseguiam fazer faltas estando com uma distância de pelo menos um pé de Azevedo. Um talento definitivamente perigoso num jogador de futebol!

O lance mais injusto protagonizado pelo jogador do time paranaense foi o pênalti. Toró tentou desarmar o jogador ainda fora da área e, ao entrar no terreno de Bruno, Márcio Azevedo se jogou. Ninguém viu o pênalti, só o árbitro. Infelizmente, isso já é o suficiente.

Pena que Bruno não agarrou o chute de Rafael Moura, mundando o placar final para 2x1.

Minha crítica fica para a maldita paradinha que agora já virou padrão. De forma desonesta, o batedor força o goleiro a se jogar para defender a bola e só então cobra o pênalti. Não acho certo que o juiz não volte a cobrança, mas... Essa discussão é uma que pode render mais do que me interessa começá-la.

Por enquanto é só. Bola pra frente, Mengão. Rumo ao gol.

2 comentários:

  1. Paradinha é um assunto polêmico... eu acho que não deveria ser permitida, mas já que ninguém proibiu, entende-se pq os jogadores batem o penalty assim...
    A questão é que, ao contrário do que dizem na TV, a regra NÃO é clara...

    ResponderExcluir
  2. Concordo que o Adriano é um excelente jogador e pode desequilibrar alguns jogos.
    Mas o que foi a matéria sobre ele no Fantástico? Dizendo que os outros tem medo dele, subestimando todos os outros 21 jogadores em campo, das duas equipes.
    Não concordo com isso.

    Quanto a paradinha, Flu também se deu mal por causa dela..Eu acho que devia ser proibido. Isso deixa o goleiro com chance zero.

    ResponderExcluir