quinta-feira, 28 de maio de 2009

Confusão nas Laranjeiras

Sobre o episódio ocorrido no treino do Fluminense nas Laranjeiras na última terça-feira, 26...

Os fatos são:

1) O volante Diguinho, até onde sabemos, acabou de se recuperar de uma tuberculose.
2) Diguinho frequenta boates muito mais do que um doente e/ou um jogador de futebol deveria.
3) A faixa "Se o Ratinho é jogador, eu sou astronauta" foi justa. rs

Entendo e apoio o protesto feito pelos torcedores. Como diz o ditado, "cada escolha, uma renúncia". Se o cara opta por ser jogador de futebol, ele não pode frequentar a Baronetti
ou qualquer lugar que o valha. Ele não pode encher a cara como eu ou você fazemos. Isso é óbvio.

Repito que entendo a revolta dos torcedores do Flu, só acho demais agredir um jogador. Nós não somos assim!! Isso não vai resolver nada! Pelo contrário, dar um soco em um time já desmotivado, pode desmotivá-lo ainda mais. Temos que protestar, mas sem esquecer que fazemos parte do time, estamos todos no mesmo barco. Uma família não pode trocar socos e pontapés.

Saudações Tricolores!

3 comentários:

  1. É difícil mesmo, mas é o que eu disse. Se fosse pra bater em jogador que não mostra serviço, o Palmeiras hoje não teria o Obina para apresentar. Eu fiquei imaginando se fosse no, digamos assim, mundo real. E se eu estivesse afastada do trabalho por razões de saúde, mas meu chefe me visse no shopping, na noite etc. Vou dizer o que?? O cara me paga pra fazer um serviço e eu não dou as caras, mas fico curtindo a vida adoidado, no melhor estilo Ferris Bueller. Acho errado, e mais errado ainda porque os caras ganham bem pra jogar futebol. Fiquei com muita pena do torcedor que disse que a torcida sofre com o time e pros jogadores não faz diferença ganhar ou perder. É a impressão que eu tenho do Cuca com o Flamengo (e acho que com qualquer time que ele tenha treinado ou venha a treinar tenha sido ou será a mesma coisa). Eles não levam a sério o que fazem, ganham uma fortuna e parece que se sentem na obrigação de viver num eterno bundalelê... Talvez tenha sido um exagero o pessoal ter partido pra agressão física, mas jogador de futebol também adora tirar uma onda. Não descarto a possibilidade do Diguinho ter provocado mesmo a torcida. E os caras são apaixonados, o sangue sobe, deve dar até pra alegar insanidade temporária na defesa. Tipo mulher que mata com TPM.

    Agora adorei essa do Ratinho... hahahahaha...

    Acho que os jogadores têm que ter o maior respeito à torcida. São os torcedores que apoiam o time quando ele está pra baixo. Porque na hora que o clube ganha, qualquer um pode exaltar a boa sorte, né?

    ResponderExcluir
  2. Não gosto do Diguinho, acho que ele tem mais é que apanhar mesmo! Só Romário podia sair pra night e jogar bem no dia seguinte! Agora, o que foi o segurança do FH dando tiro pro alto? Alguma hora a bala cai!

    ResponderExcluir
  3. O Diguinho até tem talento, mas é muito fanfarrão. Falta profissionalismo...

    Agora, agredir jogador é coisa de marginal, né? Tem que processor (não atirar hehehe). Com certeza essa atitude não é aprovada pela maioria da torcida.

    ResponderExcluir